Movimento de alto rendimento

Toda a modalidade desportiva tem uma particularidade – o movimento de alto rendimento.

Identificar as implicações mecânicas no organismo responsáveis pela ocorrência de lesões individuais, assim como, analisar a eficiência do gesto desportivo, com a finalidade de melhorar o rendimento do atleta, constituem os objectos de estudo da avaliação biomecânica na Sports in Motion.

Rodolfo Brito da Silva da EDV Viana-trail, em análise, para os desafios que o #trailrunning e o #skyrunning exigem.

O desporto em movimento!

A importância dos pés nos desportos de combate.

Passos curtos, rápidos e em salto com predominância sobre o antepé, são os movimentos mais solicitados.

Contusões, lacerações, hiperqueratoses (calosidades) pós-traumáticas e em especial sobre os calcanhares são os achados clínicos mais comuns em Podologia Desportiva.

A possibilidade de sensibilização dérmica aos materiais e corantes dos tapetes, assim como, o facto de praticarem descalços constituem um risco para contracção de infeções víricas e fungicas, como a tinha da pele glabra (tinea gladiatorum).

O desporto em movimento!

 

Actividades desportivas na infância.

Explorar o mundo descalço permite a estimulação sensorial, tão importante no desenvolvimento cerebral.
Os pés contem inúmeros neurotransmissores e ao desenvolverem a capacidade sensorial em contacto com a morfologia do terreno favorecem a percepção no equilíbrio e coordenação, imprescindíveis no desenvolvimento da força neuromuscular.

Num recente estudo sul africano (2018), foram comparadas as performances nas actividades físicas escolares quando calçadas e quando descalças, em crianças entre as faixas etárias 6-10, 11-14 e 15-18 anos. Em todas as faixas etárias houve diferenças significativas, mas o primeiro escalão (6-10) apresentou melhores indicadores para as crianças descalças, em exercícios de equilíbrio e provas de salto.
“Most of the primary school children in our study (South Africa) go to school and perform sport and leisure activities barefoot,” justificação pelo qual pode explicar o desenvolvimento de maior aptidões nestas actividades, quando comparadas com as crianças que realizaram os mesmos exercícios calçadas.

Por fim, o autor conclui que “Physical education classes, exercise and sport programs, and reactional activities that aim to improve basic motor skills could benefit from including barefoot activities,”… “Parents could also encourage regular barefoot time at home.” *

*(“Aulas de educação física, programas de exercícios físicos e desporto, e qualquer outro tipo de actividade reactiva, que tenha, como objectivo, o melhoramento das funções motoras básicas, beneficiarião com a inclusão de actividades feitas com os pés descalços”…”Os pais podem, também, encorajar a normalização dos pés descalços, quando em casa.”) – tradução livre

 

O desporto em movimento!

Fonte: MedicalXpress

Biomecânica do Desporto

A biomecânica analisa as componentes mecânicas da estrutura e da função de um sistema biológico, como a força e o movimento de um corpo.

A análise do gesto desportivo permite compreender e identificar as particularidades responsáveis pela ocorrência de lesões, assim como, as que elevam os atletas ao gesto vitorioso.

Os parâmetros seguintes são objecto de avaliação, como:

– Amplitude de movimento articular
– Força e resistência muscular
– Cinética e cinemática desportiva
– Distribuição das pressões plantares
– Eletromiografia
– Medições corporais
– Calçado desportivo

Com o propósito de educar, prevenir e optimizar, os atletas tem a possibilidade de executar com segurança gestos desportivos com maior eficácia.

 

O desporto em movimento!

Surf

Membro inferior, em posição posterior, controla a direcção; o membro inferior, em posição anterior, é responsável pelo equilíbrio entre a elevação e a mudança de direcção da prancha, enquanto a dorsiflexão do tornozelo e a flexão dos joelhos auxiliam na estabilidade e velocidade sobre a onda.

 

O desporto em movimento.

Crossfit

O Crossfit caracteriza-se por exercícios modulares de grande intensidade, intervalados por curtos períodos de tempo.

Os movimentos combinados mais solicitados nos membros inferiores são o agachamento, propulsão, apoio e suporte de peso.

Segundo estudos recentes, as lesões musculoesqueléticas mais comuns no aparelho locomotor apresentam-se sobre os joelhos, pernas e fáscia plantar.

O desporto em movimento!